PROMOÇÃO DA SAÚDE MENTAL E ESTIMULAÇÃO COGNITIVA EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA

  • Bruno Alves Guimarães
  • Luiz Matheus Mendes da Cunha Barbosa
  • Margarida Maria Gomes
Palavras-chave: Envelhecimento., Cognição., Saúde do Idoso Institucionalizado.

Resumo

O presente trabalho trata-se de um relato de experiência acerca das atividades desenvolvidas por um projeto de extensão intitulado “Programa de Estimulação Cognitiva e Socioemocional ao Idoso em Situação Asilar”, cujo escopo foi promover a saúde mental e melhorar o desempenho cognitivo de indivíduos residentes de uma instituição de longa permanência para idosos, na cidade de João Pessoa (PB). Para tanto, utilizou-se de um programa de estimulação cognitiva, no qual foram planejadas 14 sessões para o treino das funções cognitivas e estímulos socioemocionais. Participavam dos encontros 12 idosos, com idades entre 68 a 85 anos, sendo a maioria do sexo feminino. As principais dificuldades detectadas pelos idosos foram em tarefas que envolviam orientação temporal, memória episódica, memória de trabalho e raciocínio. Por intermédio de observações diretas, foi possível verificar que à medida que praticavam os exercícios, demonstravam melhor desempenho cognitivo, agilidade, autoestima e fortalecimento de vínculos. Intervenções desse tipo são imprescindíveis, sobretudo no contexto institucional, visto que promovem melhores condições de saúde e funcionalidade para a pessoa idosa em situação asilar.

Publicado
2017-03-15
Como Citar
Guimarães, B., Barbosa, L. M. M., & Gomes, M. (2017). PROMOÇÃO DA SAÚDE MENTAL E ESTIMULAÇÃO COGNITIVA EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA. Revista De Ciências Da Saúde Nova Esperança, 15(1), 25-36. https://doi.org/10.17695/revcsnevol15n1p25-36
Seção
Ciências da Saúde/Artigo Original